EUA e Brasil promovem cooperação e coordenação para o bem dos produtores e exportadores agrícolas

9 de Julho de 2020

Como dois dos maiores produtores e exportadores agrícolas do mundo, Brasil e Estados Unidos enfrentam muitos dos mesmos desafios nos mercados estrangeiros. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil (Mapa) e o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) formaram o Comitê Consultivo Agrícola, em 2003, para compartilhar informações, elaborar interações estratégicas e promover a colaboração em uma série de temas. O CCA e seus dois grupos de trabalho de alto nível promovem fóruns cooperativos para trabalhar em prol de políticas de comércio justo para produtos americanos e brasileiros em todo o mundo. Apesar dos desafios causados pela pandemia do coronavírus, os grupos de trabalho do CCA realizaram recentemente reuniões virtuais com especialistas no assunto para trocar informações e criar estratégias para promover políticas baseadas na ciência em mercados estrangeiros e organizações internacionais.

 

Em 19 de junho, o Mapa e USDA realizaram uma reunião virtual do grupo para promover a cooperação e coordenação. Durante o encontro, o grupo discutiu desafios enfrentados pelos produtos agrícolas brasileiro e americano nos mercados estrangeiros; estratégias para desenvolver normas, diretrizes e recomendações internacionais justas; e oportunidades para colaborar em pesquisa agrícola. A conversa bilateral também incluiu uma série de assuntos como a política de limite máximo de resíduos da União Europeia, políticas de pesticidas em mercados de países terceiros e coordenação antes da reunião da OMC, realizada em 24 e 25 de junho.

Com base na abordagem coordenada antes da reunião da OMC, o Brasil e os EUA apresentaram uma proposta de Declaração Ministerial Sanitária e Fitossanitária e um Programa de Trabalho com participação de co-patrocinadores e outros membros. O documento foi bem recebido e muitos países expressaram apoio e aceitação da proposta. Este documento fortalece as regras de comércio agrícola baseada na ciência e expande a coalizão de países com os mesmos interesses que o apoiam.

Em 30 de junho, o Mapa e USDA reuniram-se com o grupo de trabalho de alto nível sobre Biotecnologia para compartilhar informações e encontrar áreas de interesse mútuo em relação às novas tecnologias agrícolas. O grupo debateu desenvolvimentos regulatórios nos mercados de países terceiros, coordenação regional e internacional e estratégias para promover a regulamentação baseada na ciência de novas tecnologias agrícolas. Os participantes brasileiros e americanos concordaram em continuar a colaboração para enfrentar os desafios dos produtores e exportadores agrícolas dos dois países.